Skip links

Coronavírus vem reforçar a importância da segurança da informação no meio empresarial

Coronavírus vem reforçar a importância da segurança da informação no meio empresarial

E se de repente trabalhar a partir de casa se torna obrigatório?

Apesar de no início parecer algo distante e sem grande impacto na sociedade, a verdade é que rapidamente mostrou ser um dos temas mais falados mundialmente e que merece especial atenção.

Neste momento, já são mais de 100 mil os infetados pelo Covid 19 por todo o mundo, obrigando muitas empresas a tomar medidas e precauções extremas para contornar as inevitáveis consequências deste surto na economia.

Ora, trabalhar a partir de casa é uma das maneiras encontradas por várias empresas.  A Google, a Microsoft e a Twitter são algum desses exemplos, que de modo a não correr risco de infeção, tomaram de imediato estas prevenções.

Contudo, isto acarreta grandes responsabilidades para as empresas, bem como para os seus funcionários. Já que, para que tal seja permitido é preciso tomar algumas providências e garantir que a segurança não irá faltar ao trabalhar remotamente, uma vez que as redes fora da empresa são diferentes das usadas internamente pelos trabalhadores.

Assim, como modo de prevenção e alerta para as empresas que pensam adotar esta medida, a Kaspersky enumerou alguns pontos a ter em conta. Deste modo, estas são algumas das precauções aconselhadas por esta empresa:

  1. Fornecer uma VPN (Rede Privada Virtual) para que as equipas se conectem com segurança à rede corporativa.
  2. Proteger todos os dispositivos da empresa – incluindo telemóveis, portáteis e tablets – com um software de segurança adequado (por exemplo, com uma solução que permita eliminar dados de aparelhos que sejam declarados como perdidos ou roubados, que separe a informação pessoal da profissional e que restrinja as aplicações que podem ser instaladas).
  3. Executar as atualizações mais recentes dos sistemas operativos e das aplicações.
  4. Restringir os direitos de acesso dos utilizadores que se conectam à rede corporativa.
  5. Assegurar que as equipas estão conscientes dos perigos associados à resposta de mensagens que não foram solicitadas.

David Emm, Investigador de Segurança da Kaspersky garante que “O coronavírus não só já provocou o aumento do trabalho remoto, como tem suscitado o interesse dos hackers, que já ocultaram malware em ficheiros e documentos que aparentemente seriam um esclarecimento sobre a doença”.

Com estas medidas, a empresa pretende reforçar a importância que a segurança da informação tem nos dias de hoje e o quão indispensável é numa organização.

Não sabe como agir no caso de parar com o negócio? Tem dúvidas em relação à produtividade do trabalho remoto?

Entre em contacto connosco para o ajudarmos a assegurar a continuidade do seu negócio.

Fale com um especialista
Return to top of page